sexta-feira, 10 de outubro de 2014

Só Por Ti - Mariana Angélica de Andrade

Se a luz dos teus olhares me reanima,

Dando-me gozos que jamais senti;

Se és a minha esperança mais querida,

Hei-de perder-te? Não! Se o amor é vida,

Quero viver por ti!

 

Mas se a vida tem dores cruciantes,

Temer não sei! Para sofrer nasci…

Abraço a minha cruz, busco o tormento,

E embora me domine o desalento

Quero sofrer por ti!

 

Não estranho os espinhos da desdita,

Porque sempre em espinhos me feri…

Se hei-de trilhar ainda mais abrolhos,

Se mais prantos virão turvar meus olhos,

Quero chorar por ti!

 

Só pelo teu afecto esqueço os entes

Que mais amei na terra, e que perdi!

É destino! Quem foge à sua sorte?…

Eu a bendigo; e, se o amor é morte,

Quero morrer por ti!

Um comentário:

  1. Nasceu em Casa Branca, Sousel, Portugal a 11/05/1840.
    Tinha o cognome de "A Poetisa do Sado".
    Para mim, como portuguesa, sinto-me muito feliz por encontrar
    aqui uma poesia sua, junto a tantos poetas e poetisas ilustres.
    Ela merece MUITO estar aqui.
    ............................................
    Um abraço
    Irene Alves

    ResponderExcluir