terça-feira, 9 de dezembro de 2014

O POEMA QUE NÃO FIZ – Valdeci Ferraz

O poema que não fiz andou me cutucando...

Ameaçou paralisar o tempo
Para que as flores não brotassem

Espalhou tachinhas no leito
Para atiçar um sentimento adormecido

Pela manhã tingiu o céu com uma cor cinzenta
E inspirou um canário sonolento

O poema que não fiz se fez surdo
Para não me deixar ouvir um pranto
E envolveu minhas lembranças
Com uma fita de saudade
Na intenção de provocar meu verso

Como um menino mau
Escondeu todas as minhas rimas
Por fim sentou-se à janela de minh‘alma
E se banhou na primeira lágrima que surgiu

Ouvi a sua risada rasgar a noite
E vi algumas mulheres na sua companhia
Cada uma levando consigo pedaços do meu tempo

Nenhum comentário:

Postar um comentário