terça-feira, 7 de junho de 2016

EXISTIAM TUAS MÃOS – Antonio Gamoneda

Tradução de Thiago Ponce de Moraes

Um dia o mundo ficou em silêncio;
as árvores, acima, eram profundas e majestosas,
e nós sentimos sob nossa pele
o movimento da terra.

Tuas mãos foram suaves nas minhas
E eu senti a gravidade e a luz
E que vivias em meu coração.

Tudo era verdade sob as árvores,
tudo era verdade. Eu compreendia
todas as coisas como se compreende
um fruto com a boca, uma luz com os olhos

Um comentário:

  1. GOSTEI MUITO DESTE POEMA.
    Cumprimentos a todos os poetas vivos.
    Irene Alves

    ResponderExcluir