quarta-feira, 8 de outubro de 2014

Em Aquiraz - Adaucto Soares Gondim

Abro a janela do sobrado escuro
porque não quero mais fazer visagem.
Quem foi que viu a moça que procuro?
Tornou-se sombra ou realizou viagem?

Vejo legenda vertical no muro,
só há mistérios nesta antiga imagem,
que venham logo sábios do futuro
dizer que teve por aqui passagem.

Os vestígios do tempo são pilares
a ponte do passado suspendendo
através de saudades seculares.

Quero partir, fugir do que passou,
mas não posso fazer. Estou vivendo
as lembranças que o tempo não gastou.

Um comentário:

  1. Nasceu no Sítio Andreza, a 12 quilómetros de Pedra Branca,
    sobre a Serra de Santa Rita, na parte central do CEARÁ,
    no dia 17 de Janeiro de 1915.Faleceu em Fortaleza a
    12/09/1980
    ..................................................
    Gostei muito de ver aqui um poema seu.
    Um abraço
    Irene Alves

    ResponderExcluir